Por onde anda o amor? Manter a alma desperta nestes tempos pandêmicos…

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um fariseu convidou Jesus a ir comer com ele. Jesus entrou na casa dele e se pôs à mesa. Ao saber disto, uma mulher tida por todos como pecadora, trouxe um vaso cheio de perfume e, estando a seus pés, começou a chorar. Suas lágrimas, tantas, ba¬nha¬vam os pés do Senhor e ela os enxugava com os cabelos, beijava-os e os ungia com o perfume.
O fariseu anfitrião dizia consigo mesmo:
-“Se este homem fosse profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que o toca, pois é pecadora”.
Então, Jesus lhe disse:
-“Simão, tenho uma coisa a dizer-te. Um credor tinha dois devedores: um lhe devia quinhentos denários e o outro, cinquenta. Não tendo eles com que pagar, perdoou a ambos a sua dívida. Qual deles o amará mais?”

-“A meu ver, aquele a quem ele mais perdoou”
-“Julgaste bem. Vês esta mulher? Entrei em tua casa e não me deste água para lavar os pés; mas esta, com as suas lágrimas, regou-me os pés e enxugou-os com os seus cabelos. Não me deste o ósculo; mas esta, desde que entrou, não cessou de beijar-me os pés. Não me ungiste a cabeça com óleo; mas esta, com perfume, ungiu-me os pés. Por isso, te digo: seus numerosos pecados lhe foram perdoados, porque ela tem demonstrado muito amor”.


Lucas 7

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support