Artesanado de Palha de milho, da cidade de Redenção da Serra. Artesã Giselda. Fotografia de Reinaldo Meneguim

Category Archives: Romarias

Romaria

Um traço que se destaca na cultura tradicional em São Paulo são as romarias: a pé, de bicicleta, a cavalo, de charrete, de motos, de carro, em ônibus fretados ou de carreira. Ocorrem durante todo o ano, apresentando, ciclicamente, grandes picos que chegam a demandar ações especiais dos Departamentos de Transito. Quando a pé os romeiros se auto intitulam caminheiros, e seguem sós, em duplas, ou em grupos. Dentre os que seguem sós alguns podem arrastar cruzes por uma distancia algumas vezes superior a 100…

Read More »

Tooro Nagashi e Bon Odori

Tooro Nagash, Bon Odori, Moti-Tsuki, Sendai Tanabata são alguns dos muitos festivais e rituais, de cunho religioso ou profanos, que pontuam várias regiões do Estado, congregando várias gerações de nipo-descendentes e envolvendo as comunidades circunstantes. Em muitos casos já apresentam tendências ao sincretismo. Tooro Nagashi e Bon Odori O desafio do outro…II Do alto de uma colina vês um vulto na estrada ao longe, e dizes: É um homem. Quando está mais perto de ti, dizes: Pelo modo de vestir, é alguém de nossa província.…

Read More »

Centro de Peregrinação

São Paulo congrega o maior número de centros de peregrinação do Brasil. Afora as três cidades-santuário de grande expressão (Aparecida, Pirapora e Iguape), existem muitos outros com as mais variadas motivações devocionais, procurados, rotineiramente ou em datas especiais, por todos os segmentos sociais. Alguns destes, em que pese a quantidade de pessoas que atraem, chegam a passar quase despercebidos por sua inclusão na rotina das cidades. Outros, ao contrario, quebram essa rotina pelo impacto que causam na vida das comunidades. Centros de Peregrinação As fontes…

Read More »

Incelências e Recomenda de Almas

São rituais de penitência em sufrágio das almas do purgatório, executados durante o tempo da quaresma. As segundas, quartas e sextas do período, depois das 21 horas, saem os grupos de penitentes em silêncio, parando às portas de outros devotos, dos cemitérios, das capelas ou junto às cruzes de beira de estrada. Admoestam os que os ouvem executando benditos (orações cantadas) e jaculatórias, interrompidas pelos pedidos de orações pelas almas e pelos sons soturnos das matracas ou zunidores. Ocorrência: Capela do Alto, Cássia dos Coqueiros,…

Read More »

UA-61231390-1