Artesanado de Palha de milho, da cidade de Redenção da Serra. Artesã Giselda. Fotografia de Reinaldo Meneguim

Cortejos

Neste tópico serão abordados os cortejos/entradas de muitas de nossas ocasiões festivas, com motivações sacras, cívicas e profanas.

Serão relacionadas nossas grandes procissões (O Círio de Nazaré, por exemplo) e cortejos marítimos: (Senhor do Bom Fim, São Pedro, N. Sra. Dos Navegantes)

As entradas são grandes cortejos com carros de bois, charretes, troles, tico-ticos, carroças, carruagens, cavaleiros e grupos folclóricos com que se celebram aberturas ou o início do dia principal de algumas de muitas de nossas festas.

A Entrada dos Palmitos (Mogi das Cruzes), lembra hoje a farta distribuição de palmitos na abertura da Festa do Divino quando o mesmo abundava na região; a Procissão dos Carroceiros (São Bernardo do Campo), lembra a forma como os antigos carvoeiros, lenhadores, pequenos e a comunidade em geral celebravam, com suas carroças e carretões, Nossa Senhora da Boa Viagem; com a Entrada dos Carros de Lenha (São Roque), carvoeiros e lenhadores remanescentes e os devotos em geral , celebram o dia do padroeiro da cidade; Entrada dos Carros de Bois (Itu); Entrada das Carroças de Lenha/ São João Batista (Laranjal).

Copyright Toninho Macedo. Todos direitos reservados.
UA-61231390-1